12.11.2010

Crise Cardíaca






Imagem Deviantar't





Engoli seco. Mas a verdade é que agulha escapou de minhas mãos e caiu de volta no palheiro. Comecei a rir. Provalvemente de mim mesma. Mais uma vez, tudo obra do coração, que longe de ser essa figura angelical tão aclamada pelos poetas, é um músculo oco e feio que se alimenta do sangue dos outros órgãos para poder continuar vivo, em outras palavras, é um vampiro. Quando partido, o coração é dividido em duas partes. Uma doce e bondosa, a outra, cruel e demoníaca. Três fios de sangue caíram do corte. Suspeitei que a razão lhe tivesse oferecido uma soma astronômica, e o pobre, que já estava morrendo, aceitou sem receios. Suprimi a oferta de sangue e ele decidiu jogar todo o peso da gravidade sobre mim, sofrendo uma injúria irreversível. Não parou de funcionar, mas passa por uma grave crise cardíaca. Por amor? Não. Por simples biologia. 


Um beijo.


Pipa.

21 comentários:

Serena-Cris disse...

escárnio! puro escárnio!

De um espírito zombeteiro que só! Teu texto é menino travesso que não se cansa de fazer peraltices e rir das emoções da gente!

te tasco um beijo!


*

Mulher Vã disse...

Assim que comecei a ler, a vitrola mental acionou sozinha um vinil antigo e passou a tocar em modo repeat até arranhar e ficar repetindo "meu coração vagabundo, coração vagabundo, coraçãçãoção vagavagagabundo.."

Lerdo é quem confia no coração, porque até o Jeremias sabia do que estava falando quando o chamou de "enganoso e desesperadoramente corrupto" - Como confiar em alguem corrupto, não dá né?! Só bobo [principalmente em epoca de eleições]

Porque essa porcaria de órgão só presta nessa vida pra ficar batendo acelerado na garganta quando ta excitado ou com medo. Egocentrico só pensa nele. É um vagabundo mesmo!

Gostei dessa comparação, sabgue, vampiro etc.

Depois dessa, joguei o vinil, a vitrola fora e liguei um ipod, e a musica que tocou foi: "ahn coração leviano não sabe oq ue fez do meu"

Apenas com um sorrizinho mediocre, maldisse ter lido esse texto que me revolvel as entranhas.

Beijo.


Gislãne Gonçalves disse...

"é um vampiro" e dos piores.

:)

Ótimo sábado.

Mulher Vã disse...

"[...]Sangue, revolveu!!!![...]"

Anônimo disse...

Tão jovem. E tão cínica.

Anônimo disse...

Ao Doutor Hans Vãins Thi Fhunder,
a quem confio minhas coronárias-
recitei estes versinhos
questionada q foi minha vida sedentária:
"Quem bebe fica quente
Quem fica quente dorme
Quem dorme não peca
Quem não peca vai para o céu"
Espero q com minha ligeirice,
no afã de ser singelo e/ou mesmo jocoso,
onde o q conta é a beleza - é a saúde,
não tenha lhe dito o contrário.
Oh indivisível Poeta!
Ascender!?
Sim!
A qualquer passo;
a qualquer um dos nove círculos de Dante!
a qualquer uma das cloacas no Parnaso!
Quanto ao Doutor, ainda bem q o tratamento só estava começando.MacTreffing.

Naia Mello disse...

adorei a comparação. É bem verdade. Esse nosso coração que nos passa a perna é simples biologia.

Dani disse...

Ih dona Pipa, esquece a razão, e dá o ''crédito'' das dores e sabores ao amor.
rs

Leandra Bárbara disse...

Adorei!!!

Priscila Rôde disse...

Pipa, senti uma saudade danada. Nadei, nadei...voei e cheguei! Estou lendo os encantos que quase perdi. Tua doçura nas palavras e a sua tamanha inteligente não me escapam! Logo concluo que, preciso de um livro teu na minha cabeceira protegendo os meus sonhos, criando tantos outros.

Você continua impecável nesse céu lindo!

WILSON disse...

Me afasto por seis dias e o céu vira isso?

Te encontro mais velha do que era, e ainda por cima tenho que lidar com outro romancista querendo seu endereço para escrever uma carta? Você continua não saindo de casa, mais sozinha mais amarga, não atende meus telefonemas e passa horas nesta casa e sem fazer nada, sentindo apenas desprezo pelos que passam...


Estou rindo também, mas é de nossas desgraças.

E claro, da sua ótima literatura, pois você sempre me surpreende quando retorna a primeira página.

Lembra de mim Lídia, não importa onde, pode ser em qualquer canto as encondidas, porque sempre que desisto de você, meus olhos se levantam e suas palavras me convencem a voltar ao ponto de partida.


Noite de muitas risadas neste céu.
Você é a reencarnação da palhaçada, pra não dizer da baixaria.



Wilson, seu amigo, o terceiro homem.

Winny Trindade disse...

O coração é um vampiro que gosta de rir da sua presa e fazê-la sofrer. Então, é só depois que suga o sangue, as forças e a esperança.

Abraço meu.

Anônimo disse...

Não lembro o que procurava quando encontrei seus textos...fascinaram-me de tal forma que definitivamente, perdi para sempre o que buscava...

Suas palavras aguçam o que em mim já é característica marcante, a curiosidade...
Não ousaria perguntar-lhe, seria indiscrição, mas diante de suas linhas, minha mente gira em questionamentos: Será que ela sofre? Será que em verdade faz sofrer? É só dona de uma incrível criatividade???
Muitos dos sentimentos que descreve, são meus ( tão meus) e, espero que eles estejam só brincando em sua mente, sem maiores consequências, pois, em mim, fizeram estragos...
Sou aquela que ao se aproximar do que lhe é mais desejado e precioso, invariavelmente, erra, deitando tudo ao lixo. Entende?
Obrigada pelo encanto, devo-lhe o desejo de voltar a escrever, remexi meus guardados, reencontrei os escritos que tanto escondi e talvez agora, eu os traga à luz do mundo...

Por hora é melhor que eu seja só, "Uma Helena qualquer"

Ps.: Ah, os esforços do Wilson, tornam seu blogg mais leve, é engraçado vê-lo, em vão, tentar tirar-lhe os saltos....

z i r i s disse...

Gostei do quebra pernas! rs


São suas palavras que nos fazem cócegas ou você que faz a elas?




Um abraço telepático...

Leo disse...

é pura biologia. eu gosto tanto das tuas postagens, dos comentários das pessoas, das imagens, teu blog é um verdadeiro tesouro.

Beijos carinhosos, Pipa.

Alvaro Vianna disse...

Vejo que além de dicionários e gramáticas tem aproveitado também dos alfarrábios sobre o sistema circulatório.
Nada mais simbiótico para um vampiro do que se transformar num coração. Mesmo assim, foi frito em alho e óleo. Mais alho do que óleo. Nada que 360 Joules de descarga elétrica não resolvam.
Foi uma agulha ou uma estaca de madeira que perdeu no palheiro?

Do meu coração pingariam três gotas de óleo queimado. Simples mecânica. Não tão mal para um modelo de 217 anos.

Beijo

dansesurlamerde disse...

vamos pedir desfibriladores de presente de natal, vamos?

beijo, linda.

Camila disse...

axei que o final fosse ser romantico,me surpreendeu.

Vanessa Soares disse...

amei..muito interessante e criativo!
to te seguindo

www.universglam.blogspot.com

Taty N.S. disse...

Adorei esse texto....
Muito criativo...

Beijos, Taty!!!
www.tatyns.blogspot.com

Keli Wolinger disse...

Paradoxalmente incrível.

Alquimista das palavras de um cotidiano imutável.

Bjos,

Keli