Header

Header

3.11.2010

Carinho na alma






"E eu te conto em off, o que Nietzsche me contou:



“Não é com ira, mas com riso que se mata.”






A gente “afina” a nossa alma tanto e tanto…Com uma história boa que lê, com cor, um café amigo com bate-papo, canta, planta, cria joaninhas, voa, brinca com a caneta…Que essa alma chega a ficar delicada feito pano de véu, né Pipa? Daí quando a gente pousa e se depara com o mundo e seus complicados aos montes, tantas dificulidades… Dá vontade de morrer de estática! Só que esse véu Dona menina, pode ser forte e de trama simples, como rede de pescador, pra pescar! É quando esse coração de bexiga d’água, de choro, que nunca ninguem pode apertar muito, deixar cair, ou alfinetar… Tem uma oportunidade. De voar junto com quem deseja também voar. Quanto aos que não querem, a gente deseja boas sortes com o inverno e só! É que a gente aprende que pode ser criança inda que adulta! E é a menina de saia de chita que descarrega a linha da Pipa-moça-feita…Pra você preparo um chá de erva-doce, fresquinho. Porque nas carquejas amargas a gente já se curou!



Status: Levantando os calcanhares
Pedra do dia: Amestista
Incenso: erva-doce
Música: a da caixinha
Cor: do céu
Prêmio: um abraço no ar



Eu deixo o teu sol entrar criança sonho. Presente do blog (http://bemdelevenaalma.wordpress.com/)

(P.S.: Peguei a caneta azul da menina Ziris. É que a minha vermelha acabou a tinta. Graças a Deus.)


E seguimos fortes. Todasduas.


Um beijo sagrado neste coração tranquilo que tanto amo.

É por isso que a Pipa nunca vai deixar de ser criança.


Te recebo. Me recebes

6 comentários:

Natiii disse...

Feliz pelo post,pela imagem, por vc.Aqui encontro aquela tão sonhada pazzz
blog amado

Ziris disse...

Já escrevi tanto de caneta vermelha Pipa-Sol!!! Desisti... Porque era difícil de me encarar assim no espelho e no travesseiro, vestindo pra dormir bandeiras de países em guerra...

Daí que eu abuso agora do azul, verde e dos lilázes... Tenho até adotado o branco, tão abandonado...

Te dou a azul e qual quiser. Mas meu sonho mesmo é aprender a datilografar na sua máquina de sonhos inteligente!!! Menina sabida a Pipa!

um xerinho na sua alma

Velhosantiago disse...

Preciso dizer, de ser criança inda que adulta meu corpo quer e minha alma´intende. Pipa, descobri que pinto um mundo com lápis de luz, tenho ainda coração e mesmo assim ele bate tuc tuc tuc e talvez não saiba por que ele mesmo se é assim... Te pinto de luz, e me pintas de qualquer coisa.

Eduardo Montanari disse...

"Vá embora criança humana pelas aguas e montanhas de mãos dadas com uma fada azul, pois o mundo é mais cheio de dor do que possa imaginar, sua busca é perigosa mais a recompensa é valiosa."

Anônimo disse...

Que doçura esse encantamento infantil de ver as coisas tristes e difíceis da vida, com olhar de criança! É disso que a gente precisa...de mais doçura e levesa nas amarguras da vida! A minha caneta de tinta vermelha também acabou....agora é com azul, da cor do céu que quero escrever! E conto com você Pipa, para me ajudar nessa empreitada.....que gastemos muitas e muitas canetas azuis!

Igor Luidvysk disse...

Dor,ódio,sofrimento,que no passado se evitado moldaria nosso presente,um futuro misterioso nos aguarda,jovens e quebrados estais vós a beira do Sol.