10.21.2009

Ela


Lá vem a Pipa de novo arrastando o céu com a corda. A Pipa querendo voar e o céu ameaçando chuva. Escorrendo a via Láctea. Vê se pode gente? Mas ela não desiste. E resmunga: Eu vou pro céu mesmo! Por bem ou por mal! E logo pela manhã antes da missa, colocou o seu tercinho bento no pescoço que era pra dar sorte. Se abasteceu de sonhos e retomou a andança. Atravessou os cordões-de-mato. Subiu até o alto da montanha. Cumprimentou o louva-deus. E se jogou num vôo entrecortado de borboletas. Quando esteve mais dona de si alcançou os céus. "Recolheu a chuva e acendeu as estrelas".



Inspirado no grandioso

Machado de Assis no trecho:

(...)o céu recolheu a chuva e acendeu as estrelas, não só as já conhecidas, mas ainda as que só serão descobertas daqui a muitos séculos. Foi grande fineza e não foi única. São Pedro, que tem as chaves do céu, abriu-nos as portas dele, fez-nos entrar.


In.: Dom Casmurro

Um comentário:

Anônimo disse...

Incrível isso