9.21.2011




UNI-VERSO







As  mãos chamavam  a  linha  do  destino.

 Quaisquer que fossem as escolhas,

restava, acima de tudo,

o respeito aos

caminhos.



dia Martins

Nenhum comentário: