9.26.2011

 
  

 


Os olhos batidos pelo vento ficam sempre secos.

Só o coração transborda de tanta espera.

Amor é ilha deserta.



dia Martins

4 comentários:

Velho Santiago disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Velho Santiago disse...

Pipa. Pensei em ti hj. Algo como: "o que ela diria se sentisse isso que tá aqui dentro?" É pq tenho medo de pôr pra fora algumas coisas que se passam dentro, pq sei que vou gostar, e porque sei que - para alguém de fora - seria condenável. O que é de tão condenável? Mero sentimento efêmero, como seu voo em dias sem vento.

E pra não trazer pras ações esse sentimento e fazê-lo duradouro é que queria por pra fora. Quem sabe passa, não?

Pipa. Admiro-te. Lídia.

Digo que meus olhos estão secos. Ventos batem. Meus ventos certamente não são os seus e nos encaminham pra direções opostas - mesmo vento - já que temos destinos diferentes.

Mesmo assim, pressinto que não devia fazer o que prestes estou a. Se amor é ilha deserta, não entendo porque nela desenho SOS...

Amor é ilha deserta.
Amor é ilha.
Amor. Amor?

Nei Duclós disse...

Então amor é o que vem depois do naufrágio. Quando há esperança de velas que chegam batidas pelo vento.

Macabea de La Mancha disse...

Coisa mais linda teu espaço!
Amei!