9.17.2011







‎"Não, ela não era tola. Mas como quem não desiste de anjos,

fadas, cegonhas com bebês, ilhas gregas e happy'ends

cinderelescos, ela queria acreditar.

Até a noite súbita em que

não conseguiu mais."
 
Caio F.

4 comentários:

Alê disse...

Caio com trilha sonora: fica perfeito!

Wilson Vaccari disse...

Não, não vou escrever sobre esta inusitada relação virtual subreptícia inacessível à nossa verbalização. Quer que nos falemos sem nos falar? por mim, tudo bem. Por mim, sempre tudo bem. Sou duma época ancestral impossivelmente acima das expectativas do olhar. Pronto, disse que não falaria, acabei falando. Não faz mal, você não vai perceber. Por isso talvez apague este meu comentário, peça dum quebra-cabeça que, pra você, não tem segredo algum.

Viu aquele planeta que os cientistas descobriram semana passada que tem dois sóis? Na hora imaginei mil piadinhas. Algumas tão hílares, que desatei a rir sozinho. Mas não posso me permitir a pobreza de fazer piadas. Vivo num mundo de piadistas e não acho a mínima graça.

Podia te enviar um beijo. Sim. Mas sou um poeta protocolar, cioso de seu ofício. Meus sentimentos estão no forno, não posso deixar que passem do ponto.

Amanhã nos sentimos novamente, talvez?

Francy´s Oliva disse...

Espero não ter esta noite súbita.
bjs

Ana disse...

A sincronia entre o vídeo e o texto ficou linda!