9.13.2011

Flor é rastro de sorrisos.





"Não quero viver como uma planta 

que engasga e não diz 

a sua flor..."
            


                    

P.S.: Enfeitei-me de rosas e deixei florescer o espírito. 
Toma um beijo aí, Ana.
Tua chegada,
 Pipa.

4 comentários:

Universo Paralelo disse...

Pela imaginação voamos alto e saímos do chão constantemente,ser planta não nos encaixa, não existimos, beijos e bom dia!

JasonJr. disse...

Tá tão cheirosinho o cantinho da dnª Pipa! :D :D :D

Nei Duclós disse...

A nova sucessão de versos do blog da Pipa é um encanto só. Leitura maior, embalo de sonho e imaginação. Suave e fundo. Toda coração.

Ana Jácomo disse...

Valeu, Pipa.
Outro pra você! :)