9.28.2011




  
A esperança pousou em meu dedo. 

Na presença daquela esperança 

amiga, já era possível ir em

frente com o meu dia, 

com a minha vida.


Pipa

2 comentários:

Monalisa Macêdo. disse...

Estais escrevendo cada dia mais lindo, sabia?!
De uma delicadeza encantadora!
Beijooo, Pipa!

nilson oliveira disse...

ahhh esperança... quantas vezes nos engana, quantas vezes precisamos dela. pena que tem asas e pouso incertos...