Header

Header

12.27.2009

Sobre meninas e fadas

O sol ainda não veio. Minhas mãos estão acanhadas, tateando o escuro. E bem devagar pra não bater nas paredes. Tenho gasto mais tempo com as exterioridades, que com o coração. E uma coisa é certa. Elas têm mais formas que fundo. Outra vez, estão todas duas trancafiadas num porão. A menina da saia de Chita e a Criança Sonho. A vida não tem sido muito educada. Vez enquando um anjo torto as vela. Mas a missão é temporária. Quando anoitece ele se vai. Temos feito um esforço enorme para subir mais depressa a escadaria das fadas, mas ela se quebra com o nosso peso. E nada sobra de cor-de-rosa. É que o homem não tem alimentado as fadas direito. E com isso o jardim encantado ameaça secar. Ele nos toma o direito dos sonhos. E em troca nos dá uma realidadezinha medíocre e ordinária. Mas deixemos as portas abertas e o copo d'agua com açúcar. Uma hora elas devem voltar.
Pipa-Cris. Me cuido. Te cuidas.

5 comentários:

Vanessa Souza Moraes disse...

Não feche as portas. Isso é superimportante.

Beijos.

Be Lins disse...

O copo com água com açúcar,
às vezes, parece que é a única coisa que
se resta fazer. E rezar para que as fadas
encontrem uma forma de tomar de vez desses seres que machucam, o direito
das moças de coração inocente e crente,tomar o direito sagrado do SONHAR, e salvarem assim, o cor de rosa perfumada.

Vou lá,
dormir levando o copinho.

Boa noite!

Anônimo disse...

Oi Li
Fui na lan aqui pq meu pc deu pau.
Todo dia entro aqui pra ver o que se passa nesse seu coração, pq me preocupo de verdade com vc. E lembra, o colorido da vida é a gente quem dá. A vida é só uma tela em branco. Outro belo texto. Então vou aproveitar pra te desejar um feliz aniversário, neste dia 31 de dezembro e um ano novo cheio de alegria, amor e muita paz no coração, tá bom, pq vou para um sítio e só volto dia 10.

Te beijo.
Diego.

Winny Trindade disse...

Ah sim, as fadas...
Elas se foram, mas creio que seja temporário, acredito que elas ainda possam voltar. Sei que não podemos deixar de esperá-las.

Abraço.

renata carneiro disse...

para os que cuidam, elas sempre retornam!
beijos.