10.31.2009

O mundo real

Até que na hora do impulso do pulo. O guarda-chuva segurou. Mas depois... ele não aguentou. Por Pipa.

Um comentário:

Noemyr disse...

Lembrei de um conto da Lya Luft com a sua frase!
Lindíssimo =)
Beijos, Pipa :*